Tudo sobre dentes sensíveis e dicas para tratá-los

Blog

Já sentiu aquele incômodo nos dentes ao tomar um sorvete? Aquela leve pontada ao tomar um gole de água gelada ou, até mesmo, aquele cafezinho um pouco mais quente? Isso é sinal de que os seus dentes podem estar mais sensíveis!

Muitas pessoas se queixam da sensibilidade que sentem nos dentes, porém não consultam um dentista e, com isso, o problema acaba progredindo, trazendo ainda mais complicações. O perigo maior é quando a pessoa sente dificuldade em manter a sua rotina de higiene bucal por causa das dores – então, com a falta de escovação, o quadro tende a ficar ainda pior.

Por isso, neste artigo, trouxemos algumas informações para você entender mais sobre esse problema, saber como preveni-lo e como tratá-lo!

O que são dentes sensíveis?

O dente é composto por camadas – o esmalte, a dentina e a polpa. O esmalte é a camada mais externa, que reveste e protege todo o dente. A dentina fica logo embaixo do esmalte e apresenta uma estrutura mais macia e ajuda a absorver impactos e desgastes, além de ser a parte responsável pela área sensitiva do dente que é ligada à polpa, a parte nervosa. E a polpa, por fim, é onde se encontram as terminações nervosas e os vasos sanguíneos.





A sensibilidade acontece devido à falta de proteção da dentina: ela fica exposta e por isso os nervos são estimulados com mais facilidade por frio, calor, acidez etc., causando a sensibilidade dental.

A dor da sensibilidade é diferente de uma dor de dente comum. As pessoas costumam sentir uma dor aguda – um incômodo – mas que é passageiro e normalmente aparece quando o dente entra em contato com bebidas e alimentos gelados ou quentes, e, às vezes, doces ou ácidos.

Quando um dente é muito sensível ao toque podem ocorrer outros sintomas, como dor de cabeça. Se a dor persistir, pode ser que o problema no dente seja mais grave e, portanto, você precisa visitar o dentista imediatamente para uma avaliação.

Quais as principais causas da sensibilidade dental?

Alguns dos fatores que podem contribuir para a sensibilidade dental são:


– Escovação inadequada, feita com muita força;
– Uso incorreto do fio dental;
– Erosão dental, desgaste do esmalte causado pelo excessivo consumo de alimentos e bebidas ácidas;
– Dentes partidos (fraturados ou lascados);
– Retração gengival, que expõe a raiz do dente;
– Gengivite;
– Bruxismo (ranger os dentes);
– Cáries;
– Clareamento dental;
– Pastas de dente abrasivas (pastas branqueadoras).

Como tratar e prevenir a sensibilidade dental?

Existem várias medidas para tratar e prevenir o problema com dentes sensíveis:


– Escove os dentes de maneira adequada (movimentos suaves) e com uma escova de cerdas macias;
– Use fio dental diariamente;
– Evite consumir alimentos e bebidas ácidas (refrigerantes, frutas cítricas, bebidas alcoólicas), faça bochecho com água após o consumo e use um canudo para minimizar o contato com os dentes;
– Faça uma boa limpeza de todas as partes da sua boca, incluindo espaços entre dentes e na linha da gengiva;
– Use um creme dental para dentes sensíveis e um antisséptico com flúor para proteger e fortalecer o esmalte dos dentes.


Mesmo com todos esses métodos e todo o cuidado para prevenir que os dentes fiquem sensíveis, é importante consultar seu dentista para que ele possa fazer uma avaliação adequada, pois ele pode detectar sinais de problemas mais sérios e determinar o melhor tratamento para você!

Aproveite e agende uma avaliação conosco, o Instituto Christian Andrade está de portas abertas esperando por você!


📍 Av. do Batel, 1684 – Batel – Curitiba(PR) | (41) 3030-3010

📍 Rua Agudos do Sul, 40 – Sítio Cercado – Curitiba (PR) | (41) 3030-3010

Responsável técnico unidade Batel: Dra. Fernanda De Fátima F. Silva. CRO/PR 23431 | CLF 3311

Responsável técnico unidade Sítio Cercado: Dr. Christian Luiz de Andrade. CRO/PR 17513 |CLM 1695