Como escolher a melhor escova de dentes?

Blog

Escovar os dentes corretamente é fundamental, não apenas para manter uma boa saúde bucal, mas também para a saúde como um todo, já que muitas doenças se manifestam pela boca. E a escova de dentes é um dos maiores aliados nessa questão. No entanto, é preciso saber qual escolher.

Optar por um bom modelo de escova favorece a correta limpeza dos dentes, prevenindo assim, o surgimento de cáries ou a necessidade de passar por restaurações e procedimentos odontológicos.

Porém, você já viu quantos tipos de escova de dentes existem no mercado? Você sabe qual é a escova correta para você? Veja algumas dicas que separamos.

Qual modelo de escova devo usar?

Existe uma infinidade de tipos de escova no mercado. As tradicionais, que podem ser diferenciadas pela quantidade, tamanho e formato das cerdas e da cabeça; as infantis, que possuem cerdas mais macias e a cabeça menor; a elétrica, em que a cabeça é arredondada e as cerdas fazem o movimento de rotação; a ortodôntica, que é especial para facilitar a limpeza das pessoas que usam aparelho; a interdental, que é indicada para pacientes que possuem doença periodontal ou foram submetidos a implantes e próteses, entre várias outras. E aí, surge a dúvida: qual dessas utilizar?

A escova ideal deve ser capaz de remover os resíduos de alimentos e a placa bacteriana, sem agredir a gengiva. Dê preferência às escovas com cerdas macias, elas são mais eficientes, proporcionam uma escovação mais suave e não machucam a boca.

Além disso, escolha as com cabeça menor, pois elas conseguem alcançar os dentes posteriores com mais facilidade.

Já com relação ao tipo de cabo, formato da cabeça e estilo de cerdas, escolha o modelo que for mais confortável para você. Mas, as com cabos mais longos dão mais firmeza durante a escovação. O que importa é que a escova alcance todos os dentes e se ajuste bem à sua boca.

Para as crianças, as escovas mais indicadas são as macias e ultramacias. Uma vez que as cerdas são mais delicadas, a escovação não agride a boca.

As escovas mais duras e rígidas também têm a sua funcionalidade, elas são indicadas para quem usa dentadura, prótese dentária ou algum tipo de substitutivo do dente, pois limpam bem essas áreas. Mas fique atento ao fazer a sua escolha, porque se forem muito duras podem causar sangramento gengival ou outros problemas. Em caso de dúvidas, sempre consulte o seu dentista e peça uma orientação.

Quando devo trocar minha escova dental?

Um dos passos mais importantes para manter uma boa higiene bucal, é a troca da escova de dentes. Procure trocar sua escova a cada três meses ou quando perceber que as cerdas estão começando a ficar desgastadas. As cerdas quando muito usadas, acabam perdendo sua efetividade e prejudicam a limpeza dos seus dentes.

Também é indicado trocar de escova logo após um episódio de gripe ou resfriado, para evitar o risco de uma nova infecção por conta dos germes que contaminaram a escova dental.

Por isso, lembre-se de trocar sua escova com regularidade para garantir uma boa saúde bucal.

É visível o tamanho da importância da escolha correta da escova de dentes para evitar as cáries, o mau hálito e o acúmulo de placa bacteriana.

Não existe uma indicação padrão de qual escova é a melhor, pois depende de cada caso. Portanto, não hesite em conversar com o seu dentista. Ele é a pessoa mais indicada para avaliar a sua saúde bucal, as condições da gengiva e outras questões para indicar a escova mais adequada para a sua situação. E claro, não esqueça de aliar o uso do fio dental à sua rotina de higiene bucal.

Aproveite e agende uma avaliação conosco, o Instituto Christian Andrade está de portas abertas esperando por você!

📍 Av. do Batel, 1684 – Batel – Curitiba(PR) | (41) 3030-3010

📍 Rua Agudos do Sul, 40 – Sítio Cercado – Curitiba (PR) | (41) 3030-3010

Responsável técnico unidade Batel: Dra. Fernanda De Fátima F. Silva. CRO/PR 23431 | CLF 3311
Responsável técnico unidade Sítio Cercado: Dr. Christian Luiz de Andrade. CRO/PR 17513 |CLM 1695